22/09/2016

Triste realidade

Olá, pessoal!
Tem dia que me sinto triste, não pela vida que tenho, pois não me importo de trabalhar fora, cuidar da casa e da Natália, me sinto bem por ser útil.
É gratificante ter com que se envolver, especialmente fazer, pois como diz um ditado:
"Mente desocupada oficina do diabo!"
O que me entristece é perceber tanta maldade, julgamentos e fofocas nas pessoas.
Ontem a noite acordei de susto, por certos vizinhos começarem a gritar palavrões por causa do Grêmio e Inter.
Fiquei perplexa ouvindo os palavrões proferidos, não me pareceram pessoas civilizadas.
Fiquei indignada com a falta de respeito destes cidadãos sem educação.
No entanto, a vida segue e daqui uns dias os mesmos cidadãos estarão esbaforindo palavrões na janela, fazendo da sua casa um circo, onde o palhaço tem plateia sem precisar pagar entrada.
Hoje de manhã acessei as redes sociais, entrei em certos grupos, muito bons pela circulação gratuita de informações e me deparo com as pessoas reclamando dos julgamentos que recebem por conduzirem a vida da forma que lhe convém.
Posteriormente, por ser período eleitoral, as fofocas do partido A sobre o partido B tomam conta do cenário social.
Dá tristeza viver neste contexto desanimador onde as pessoas esquecem que os times e os políticos não pagam nossas contas, desta forma, criam inimizades por coisas insignificantes.
Portanto, pessoal vamos acordar, olhar para o próprio umbigo, se preocupar com coisas mais relevantes, pois o negativismo está terrível neste momento de crise.
Certamente se cada um parar e pensar vai encontrar algo melhor para fazer em vez de se preocupar com futilidades.
Desta forma, seja amigo, positivo, viva a vida com alegria e transforme essa triste realidade!

Um comentário:

  1. Ótimo ponto de vista, faz a gente pensar sobre nossas atitudes. Seja a mudança que você quer ver!

    ResponderExcluir