18/07/2019

Aceitando a Deficiência, Superando a Tristeza Profunda

Olá, pessoal!
Desejo um lindo dia a todos!

Quando perdi a visão, senti tristeza profunda, sensação de impotência, desânimo total, certamente estava depressiva.
Na época era difícil ter noção que estava depressiva e era terrível pensar em aceitar a deficiência.
No entanto, Deus é tão generoso que me abençoou com uma família maravilhosa para me acompanhar neste processo e colocou outras pessoas especiais para superar este momento delicado.
Os anos foram passando e através das vivências percebi que a aceitação da deficiência era a solução para todos os problemas.
A partir do momento que decidi aceitar a deficiência visual como característica especial da minha existência, a luz superou as trevas e minha trajetória se tornou mais tranquila.
Desta forma, aquela tristeza de morrer foi embora e a alegria renasceu no coração.
No momento que aceitamos nossa deficiência o fardo se torna menos pesado, a vida se torna mais leve e agradável, sentimos alegria e prazer de viver.
Portanto, se não nos aceitamos a sensação é do dia parecer noite, da alegria virar tristeza, o resultado é o semblante fechado e o semelhante isolado.
Desta forma, precisamos nos aceitar, acreditar em nossos potenciais, a deficiência física não pode nos paralisar, precisamos seguir em frente apesar dos pesares.
A vida é um presente divino que ganhamos de nossos pais, por isso, devemos seguir nossa jornada com coragem, determinação e fé, cumprindo nossa missão sagrada com maestria.
O nascimento da Natália foi meu maior presente divino, dando significado a minha vida, demonstrando que sou capaz de gerar e cuidar de uma "jóia rara" que chegou para me dar muita alegria e amor, fortalecendo minha coragem, sendo a razão do meu viver.
Enfim, a aceitação da deficiência física é a melhor forma de superar a tristeza profunda, ganhamos encorajamento para lutar por nossos objetivos, realizar nossos sonhos, vivenciando experiências incríveis, cumprindo a missão divina com alegria!

0 comentários:

Postar um comentário